Vídeo: As capas mais bonitas da minha estante

Mais um vídeo no canaaal! E nesse novo vídeo eu trago para vocês as capas mais bonitas da minha estante. Essa é só a primeira parte das capas mais bonitas, porque com o passar do tempo e a medida que eu for adquirindo novos livros, outras capas lindas virão.

Espero que gostem e não se esqueçam de se inscreverem no canal do blog. Me deixem sugestões de que eu devo falar no próximos vídeos. Se querem resenha (e de qual livro?), alguma tag e etc.

Um beijo e até o próximo post! (:

Playlist: As favoritas de Fevereiro

tumblr_m61oqyQWJC1r0i9t4o1_500_large

29 de fevereiro, lá se foi meu mês. O mês que nasci, o mais curto do ano, ganhou mais um dia de bônus e à ele dedico as minhas músicas favoritas do mês, as que eu mais escutei sem parar.

1. Mallu Magalhães – Make it easy

Eu amo muito a Mallu e suas lindas canções. Faz anos que a acompanho e que escuto essa música, mas esse mês ela me fez companhia sem parar e fez ainda mais sentido pra mim.

“Let´s smile to life, and make it easy”. 

2. Mallu Magalhães – Nossa Canção 

Junto com Make it Easy, essa fez parte da playlist de banho hahaha (intercalando com Marcelo Camelo, que já já aparece aqui na lista). Música de uma simplicidade linda, feita para Marcelo. O amor desses dois é a coisa mais fofa, gente.

“Veja bem, foi você
A razão e o porquê
De nascer esta canção assim
Pois você é o amor
Que existe em mim…”

3. Marcelo Camelo – Vermelho

Quase sempre eu escuto Marcelo Camelo no banho, dá uma calma tão grande, você sai relaxada. Quem nunca tentou, experimente. Essa é uma das letras mais lindinhas dele, só amor. Dá vontade de colocar a letra inteira aqui, de tão bonita. Pra combinar com o pôr do sol vermelho, laranja e rosa de Fortaleza (:

“Trago nesses pés o vento
Pra te carregar daqui
Mas você sorri desse jeito
E eu que já perdi a hora e o lugar
Aceito”.

4. Johnny Hooker – Segunda Chance

O mês que mais escutei Johnny Hooker na vida, mais que todos os outros. Ganhei antecipado o clipe de “Segunda Chance” de presente pro meu aniversário no dia 15. Não só essa música, mas como a discografia dele foi tocada sem parar em fevereiro.

Se você nunca escutou Johnny Hooker, pare tudo o que está fazendo e vai escutar agora (mas antes termina de ver o post e depois vai escutar)! Um artista incrível, digno de mais sucesso e reconhecimento. Rei!

“Me profanou, me incendiou, e até roubou, um sonhador divide dor
Me dizia: não vá pra o mundo minha flor!
E eu dormia embalado na alegria sem saber se me perdia
Ou se acreditava nesse amor”.

5. Zayn – Pillowtalk

Zayn finalmente lançou o clipe de seu primeiro single após a polêmica saída do One Direction. Não gostei muito do clipe, mas a música virou um vício sem fim. Não canso de escutar. Recentemente saiu o remix da música com a participação ~desnecessária~ do Lil  Wayne. 

6. Zayn – It’s You

Aproveitando o embalo de música nova, ele lançou mais uma. Essa música, pelo menos eu senti, que é daquelas que você coloca pra tocar e de primeira não gosta. Foi e meu caso, mas do nada o refrão vinha na minha cabeça (duvido que com você não vai acontecer o mesmo) e do nada eu já estava cantando que nem uma louca “It’s yoooouuu”. Igual a essa cena do filme “Easy A”.

7. Milky Chance – Loveland

Milky Chance é um duo alemão que eu adoro e que não é muito conhecido. A voz do Clemens Rehbein é maravilhosa. Cantei horrores no banho também. Melhor hora pra escutar música, vamos combinar? Gosto mais dessa versão do que a de estúdio.

8. Justin Bieber – Love Yourself 

Meu marido e amanhã é o aniversário dele ❤ Esse álbum todo está IN-CRÍ-VEL de bom. Love Yourself é a minha preferida e escutei sem parar porque estou querendo gravar um cover dela. Provavelmente vou continuar a escutar até eu aprender direitinho.

9. Charlie Puth – Suffer (Remix) 

Ms gente, Charlie Puth surpreendeu no finalzinho de fevereiro com esse clipe, hein? Nunca fui de escutar suas músicas, mas essa viciou. A versão escolhida para tocar no clipe foi a remix. Acho que combinou bem mais com o clima do vídeo.

10. Caetano Veloso – Álbum “Transa”. 

A-DO-RO Caetano Veloso. Andei escutando mais do que nunca esse mês. Principalmente esse álbum inteiro, que pra mim é um dos melhores. Qualquer coisa que eu ia fazer eu deixava todas as músicas tocando. Inclusive estou escutando agora. Também ouvi muito nos dias de carnaval o clássico álbum dessa data ” Caetano Veloso – Muitos Carnavais”, mas todos os outros dias eu voltava pra esse disco.

Favoritas do álbum “Transa”:

Faixa 1:”You Don’t Know Me

Faixa 3: Triste Bahia (Caetano Veloso, Gregório de Mattos)

Faixa 4: It’s a Long Way

Qual foram as favoritas do mês de vocês? Gostaram das minhas indicações? Alguma música citada aqui também tocou muito no mês de vocês ou se conheceram algum artista citado aqui agora? Me deixem saber nos comentários.

Um beijo e até o próximo post! (:

 

 

 

 

Vídeo: TAG – Festa de Aniversário

Saiu, finalmente, o segundo vídeo do canal do blog. Hoje é o meu aniversário, mas o presente é especialmente para vocês. Confiram:

PERGUNTAS

1. Convite: Um livro que fez você entrar no mundo literário ou em um gênero novo.
2. Chapéu de festa: Um livro que não tem muito conteúdo, mas você ainda o tem porque a capa ou diagramação é muito bonita.
3. Língua de sogra: Um livro que achou divertido no começo, mas que agora não aguenta mais ouvir falar.
4. Presente: Um livro que você adorou ter ganhado.
5. Balão/Bexiga: Uma série que você acompanhou desde o lançamento, até que estourou e agora todo mundo conhece. Ou aquela que você acredita que vai estourar.
6. Recreador/Palhaço: Um livro que você deu boas risadas.
7. Penetra: Um livro que você não queria, mas por algum motivo entrou em sua coleção.
8. Brigadeiro: Um livro que você está querendo loucamente, mas ainda não lançou.
9. Bolo: Um livro que você comemorou ou vai comemorar ao ter em sua estante.

Espero que gostem. Não se esqueçam de curtir o vídeo e de se inscrever no canal.

Um beijo e até o próximo post! (:

Peça da Vez: Chinelos Slide

Muita gente aderiu essa tendência e muitas outras acham feio. Mas uma coisa não podemos negar: os chinelos slide vieram para marcar presença e para virar uma das tendências mais queridinhas.

30168843_018_h

Esse chinelo/chinela foi muito usado nos anos 90, quem foi criança nessa época sabe, e antes era considerado masculino, mas virou febre e essa definição foi esquecida. E agora ele voltou com força total.

slide_shoes_blog_to_her-2

A Adidas foi uma grande responsável pela volta dos chinelos slide, tanto que a marca lançou o seu famoso e muito usado Adilette Slide.

8T38YYq
As famosas listras da Adidas, marca registrada. 

img_0215

0e7c42dc9637e8fdb14ad6a20b522e90

adidas-adilette-sandals-slides-jcrew-san-francisco-style-blog3

10929271003_83e510ce75_o

adiletten-1

download

Esse chinelinho com cara de vô é um item querido dos adeptos ao estilo Normcore. Já deu pra entender que conforto e simplicidade é a definição dos slides, mas nem por isso significa que outros estilos não possam usá-los, pelo contrário. Como dá para ver nas fotos, ele se popularizou de verdade, desde os estilos mais simples até ao ladylike.

fcdc2a1b3f3c114b8a662366524b547a

5ebe6877151118a37c1ad8e2f143b827

jcrew

e1525c3b42d88c87a6f58d070eafbeb5

Outfit With Adidas Adilette Slides

O chinelo sugere roupas mais despojadas, mas a moda é muito abrangente, né meu povo? Seja um estilo mais ladylike, super feminino, normcore, anos 90 ou até os mais clássicos. Sempre tem um jeito fashion de usar.

ce01fa6a7dac6149d1c72b2d44511ec3
Tem até holográfico, gente. 
lookallwhite1b
Olha a linda da Karol Pinheiro com o seu chinelo slide. 

lookallwhite10

Vou confessar que quando eu vi as pessoas usando esse chinelo eu achei feio, meio que entortei a cara, achei que ia do gosto de cada um. Pra provar que nunca diga nunca, a Melissa veio com os seus modelos do slides e eu me apaixonei. Prefiro bem mais os de plásticos da marca, simples e de um jeito maravilhoso. O verde água é o meu preferido, inclusive quero muito.

3-1024x682

mirella-clube-melissa-1
O verde água é o dono do meu coração. 
melissa-beach-slide-street-modelo-verão-2016-wanna-be-carioca
Os modelos da marca Melissa, os Beach Slide. 

E aí, vocês usariam? Qual é o seu preferido? Me contem nos comentários.

Um beijo e até o próximo post! (:

 

Inspirações de fantasia: O que usar no carnaval?

carnaval-looks

Primeiro dia oficial de carnaval e dando continuidade a série de posts inspirados nessa data, o de hoje não podia ser diferente. Vai comemorar o feriado fora de casa, mas deixou as coisas para última hora e não sabe que fantasia vai usar? Calma que trouxe fotos de vários looks para te ajudar na hora de decidir o que usar, e mais ainda: se divertir com economia.

Julia Oristanio
A atriz Julia Oristanio em uma versão palhacinha meio colombina. Fotos tirados do site Rio Etc.

Esse look é super fácil de fazer. É só colocar uma blusinha colorida que você tiver junto com qualquer saia ou short, fazer uma maquiagem mais alegre e com brilho que você já está no clima do carnaval e conforto. Uma boa dica é usar tênis. Eu sei que estamos no verão, mas além do tênis trazer mais comodidade, ele te protege daqueles cacos de vidros que podem estar espalhados pelo chão. Ninguém quer se machucar, não é mesmo?

645b45067dae17eeacb3dfdaddc14045
Fotos tiradas do site Rio Etc. 

Essa fantasia de gueixa também é super fácil de fazer. Graças a tendência dos shorts de cintura alta e dos kimonos, que estourou há algum tempo e promete marcar presença ainda mais, você ou alguma amiga, irmã, etc, deve ter essas peças no armário. Se for um kimono que tenha uma estampa que lembre a oriental, melhor ainda.

64fec5daf8d46783eae9c098044cb128

46e005eeb02827138653a9fd515a1eec

 

de4d1598091e60b226575fb36999dc49

A saia de tule parece elaborada, mas não é tanto assim. Caso você não tenha uma, é só juntar retalhos de panos e customizar uma saia ou até mesmo fazer uma a partir de vários tecidos que você juntar. Parece uma mistura bem louca, mas aproveita que é carnaval. Não vai parecer estranho e sim divertido.

afcfcc7e663803b5065308c5c5580986

Atenção todos para a fantasia mais fácil de todas: a de mímico. Está na hora de você tirar aquela sua camisa listrada super básica do armário, caprichar no pó (para substituir a falta de pancake branco usado no teatro), no lápis de olho bem marcado e no batom vermelho.

estampas

88499ndm2

look-carnaval

Estampa e mais estampas. Sabe aquele receio que algumas pessoas tem de misturar estampas diferentes das outras? Então essa é a hora. Quanto mais colorido melhor.

2304d43c429df2f422817a833b0e90e9
Acessórios e mais acessórios. A coroa de flores reina entre eles.

3462a58f7c3aad5dcae7f1e3d45276a4

2316a6710ab1f21339c88d5103a5c792
Olha essa coroa, que coisa mais linda. Sereia ❤
5701f03d2ca7aded9fd04dc58dc506f2
Até a Frida Kahlo é fácil de marcar presença nesse carnaval. É só colocar uma coroa de flores, caprichar no blush, batom vermelho e principalmente na icônica sobrancelha.

Agora na maquiagem:

f0d05a87cf71c889f577730f58f838b1
Que tal apostar na simples maquiagem de Emília? Só colocar colocar uma combinação de roupa vermelha com amarela e pronto.

Carnaval-Rainbow-Freckles2

sardas-coloridas72781

As sardas fakes são tendência nesse carnaval. É só colocar adesivos coloridos ou fazer pontinhos estratégicos, onde as sardas costumam ficar no rosto, usando lápis colorido ou um cotonete com sombra colorida.

Espero que tenham gostados das inspirações para fantasia. E se você não vai sair, espero que esse post tenha te alegrado um pouquinho com essa vibe de carnaval. Ou então você pode usar algumas dessas inspirações para ir comprar pão, por que não?

Um beijo e até o próximo post! (:

 

Playlist: Não me leve a mal, é carnaval

 

carnaval

É carnaval! Vou ser sincera com vocês: não sou muito disso, apesar de ter nascido em fevereiro. Mas eu nunca entrei no clima de bloquinho, da folia e muita gente aglomerada ouvindo músicas da moda, que depois do carnaval logo passa. Respeito quem escuta, é claro, só não faço parte da estatística carnavalesca.

Pensando nisso e para não deixar essa data passar em branco, a playlist dessa semana é pra você curtir o carnaval, mas qui não vai ter música da Metralhadora nem outras músicas “hit do verão”. Como eu amo MPB é óbvio que nem a playlist de carnaval ia escapar dessa. É bom que também quem não conhece essas músicas acaba curtindo um novo som, quem nem sabia que podia gostar. Porque a gente sabe que tem gente que acha MPB coisa de velho. A Música Popular Brasileira também é carnaval. Curte aí:

1. Los Hermanos – Todo carnaval tem seu fim

A clássica do carnaval. Nessa época do ano sempre tem alguém nas redes sociais postando trecho dessa música do álbum “Bloco do eu sozinho”.

“Deixa eu brincar de ser feliz
Deixa eu pintar o meu nariz”.

2. Los Hermanos – Máscara Negra

Versão dos nossos Hermanos para a marchinha de carnaval, feita lá em 1966.

“Foi o carnaval que passou
Eu sou aquele Pierrot
Que te abraçou e te beijou meu amor”.

3. Novos Baianos – Brasil Pandeiro

Essa música não fala especificamente do carnaval, mas eu acho tudo a ver com o Brasil e com o clima dessa época do mês.

“Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor” (…)

Brasil, esquentai vossos pandeiros
Iluminai os terreiros que nós queremos sambar”.

4. Cícero – Laiá Laía

Cícero é incrível na sua simplicidade. Uma música calminha virou uma de carnaval.

“Quando o carnaval passar, quando o carnaval passar
Quando esse escarcéu passar

Laia, Laia, Laia, Laia…”

5. Caetano Veloso – Chuva, Suor e Cerveja 

Não tem música mais a cara dos bloquinhos de carnaval do que essa. Se quiserem entrar ainda mais no clima “carnaval MPB” escute o álbum “Muitos Carnavais”. Além de Chuva, Suor e Cerveja, tem muitas outras pra você curtir o carnaval ouvindo música boa.

“A gente se olha
Se beija, se molha
De chuva, suor e cerveja…”

6. Johnny Hooker – Desbunde Geral

Johnny Hooker é um artista que eu conheci recentemente. Ele me lembra muito o jeito do Ney Matogrosso de se apresentar no palco, como uma versão mais jovem dele. Maravilhoso! Vale muito a pena escutar essa e muita outras músicas dele.

“Quando chegar fevereiro, eu quero ser carnaval”.

7. Clarice Falcão – Irônico 

Hahahaha. Só que que eu tenho a dizer sobre essa música dessa cantora maravilhosa. O clipe lançado essa semana já é um hit de carnaval pra mim e serve como dica para você mandar de indireta pra alguém, quem sabe?

“Meu clipe novo foi feito nesse sábado com os celulares da família, dos amigos, dos amigos que são família e de uma galera que eu não sei quem é. Muito obrigada a todos. Amizade é a coisa mais linda do mundo e faz clipe em dois dias. Ninguém precisa de mais nada”, disse Clarice em sua página do facebook. Rainha ❤

Curtiram a playlist? Já conheciam as músicas ou se não, gostaram de conhecer? Me deixem saber nos comentários. E ah, se você tiver uma música da MPB que te lembra carnaval, me conta nos comentários também.

Um beijo e se cuidem nesse carnaval! E até o próximo post (:

 

 

5 livros que quero de aniversário

Fevereiro chegou e com ele o meu aniversário. Faltam alguns dias para 15/02, mas se eu fosse ganhar algum presente, gostaria que fosse um desses livros. Essa wishlist na verdade serve mais como um exemplo dos livros que mais quero ler no momento e que já faz algum tempo.

1. Menina de Vinte – Sophie Kinsella

download-menina-de-vinte-sophie-kinsella-em-epub-mobi-e-pdf-370x572

Eu amo o filme “Os Delírios de Consumo de Becky Bloom”, mas eu nunca li nenhum livro da autora Sophie Kinsella. Como eu quero já há bastante tempo ler algum livro dela e faço 20 anos esse mês (ai, chega me dói dizer isso), seria até divertido ganhar e ler um livro com o nome “Menina de Vinte”. Eu não faço ideia do que se trata essa história, mas já ouvi muitos elogios sobre a escrita da Sophie.

2. A Desconstrução de Mara Dyer – Michelle Hodkin

download

Faz milênios que estou completamente louca pra ler esse livro, mas eu não encontro em lugar nenhum. Nem na submarino tem mais pra vender, gente. Se alguma alma caridosa o encontrar, me faça feliz com essa leitura, por favor.

3. As Batidas Perdidas do Coração – Bianca Briones

120228747_1gg

Eu amo autores brasileiros e descobrir novos escritores e com  Bianca Briones não é diferente. Ela parece ser super simpática e eu nunca li nnhum livro dela. Só escuto elogios sobre a autora e sobre essa série de livros, o que me faz ter ainda mais vontade de ler.

4. Isla e o Final Feliz – Stephanie Perkins 

isla

Quero muito terminar essa trilogia da Stephanie Perkins. E esses livros são clássicos do meu aniversário: ganhei o primeiro em 2014 e o segundo também no do ano passado. Quem sabe não é um sinal?

5. Fazendo Meu Filme 2 em quadrinhos (Azar no jogo, sorte no amor?) – Paula Pimenta

1254-20150807175848

E por último, mas com certeza não menos importante, é o segundo quadrinhos de FMF. A Paula Pimenta é a minha autora favorita e esse livro já foi lançado há um tempinho, então é uma absurdo eu ainda não tê-lo ainda na minha estante. Estou louca pra ler.

Eu ainda tenho muito livro que quero ler, mas me deu um branco agora. Vocês também tem isso? Basta perguntar o que eu quero ou quais são meus favoritos de alguma coisa que eu já esqueço.

Deixe nos comentários se algum de vocês já leu algum desses livros (mas sem spoiler) ou se alguém mais está a fim de ler algum deles. Me falem também o que mais querem ler no momento.

Um beijo e até o próximo post! (:

 

 

Normcore: Você sabe que estilo é esse?

Talvez muito de vocês não estejam familiarizados com o nome desse estilo, mas com certeza o conhecem e já usou alguma roupa nessa vibe, principalmente naqueles dias em que a preguiça bate, sabe?

O despertador toca e você não levanta. Milhões de sonecas depois, percebe que está atrasada (o). E agora? Que roupa usar? Você decide então por uma super básica, mas estilosa ao mesmo tempo. Pronto. Sem saber você já está aderindo um estilo.

normcore400x600-570x380

O Normcore nada mais é do que a mistura de duas palavras: normal + hardcore. Ou seja, é o estilo básico do básico, mas com alguns pontos fashion para montar toda a composição do look. Não necessariamente as peças usadas para montar um visual nesse estilo precisam ser atuais. Um exemplo disso são as roupas dos anos 90, principalmente os jeans de cintura alta, o famoso “Mom Jeans” (Jeans de mãe).

1
Friends ❤
look-normcore-beverly-hills-90210-antitendencia-antihipster-blog-modaddiction-1
Beverly Hills 90210 – Barrados no Baile.

Alguns dizem que o normcore é até um estilo de vida. As pessoas desse “movimento” têm uma vida consciente e não ligam tanto para a moda e as marcas, mas mesmo assim acabam sendo estilosos de algum jeito. Preferem se vestir com conforto. Salto? Raramente uma pessoa normcore vai usar. A não ser que seja um tênis com uma plataforma mais altinha, ou até mesmo as flatforms (já falei delas em postagens anteriores. Clique aqui para conferir).

nivara-xaykao-happenstijl-new-york-fashion-week-spring-summer-2015-creatures-of-comfort-chloe-sevigny-opening-ceremony-derek-lam-assembly-jumpsuit-overalls
O estilo nas passarelas da semana de moda de Nova York.
nivara-xaykao-happenstijl-new-york-fashion-week-spring-summer-2015-row-assembly-marc-by-marc-jacobs-steven-alan-suiting-draping-soft-tailoring
Mais uma vez nas passarelas da NYFW.

O normcore é uma forma mais desencanada de se vestir. Preza pelo conforto, roupas com um corte diferente, e não pelo desleixo. Muita atenção: Conforto é diferente de desleixo.

k5Yr39KzdLM

As peças chave desse estilo são as camisetas básicas, quase que na maioria das vezes branca ou cinza (mas vai do gosto de cada um), jeans de cintura alta e um tênis, às vezes branco também, ou invés do tênis o look vem acompanhado das sandálias Birkenstock.

matilde-3

normcore-4

download

normcore-rag-bone-pajama-jeans

normcore

tumblr_n4nf0wg1ah1twf2jmo1_500

tumblr_n818on2bus1rsuch2o1_500
As sandálias Birkenstock
tumblr_n54ewx4Cxe1tb304go1_1280
Olha elas aí de novo, mas de um jeito um pouco diferente.

Estampas não são muito presentes nesse estilo, no máximo umas listras vão aparecer.

2014-08-05-19.28.49

tumblr_n7qr29QAe21twow7po1_500
O famoso “Mom Jeans”.

Outras peças marcantes desse estilo, alem dos jeans anos 90, das camisetas básicas e dos tênis, é outro item clássico da década: jaquetas oversized. Tricos grandes também.

como-usar-estilo-normcore-004
Normcore com saias.
como-usar-estilo-normcore-003
Com jardineiras e macacão.
normcore15
Normcore seguindo uma linha um pouco mais formal.

tumblr_n48fzqpzFC1rn39cmo1_1280

collage1

Quem já era adepto desse estilo de vida, sabia que ele tinha um nome? Quem aí não conhecia e gostou das referências para se inspirar? Me deixem saber o que acharam pelos comentários.

Um beijo e até o próximo post! (:

 

 

 

Playlist: Chuva de Verão

playlistlarge

Eu amo quando chove, amo demais. Inclusive enquanto estou escrevendo esse post está chovendo muito. Mas tem gente que não gosta e acha que chuva desanima tudo e que não tem nada pra fazer. Então se liga nessas músicas que eu vou indicar pra vocês escutarem enquanto chove muito lá fora, o que sempre acontece no verão. Essa são as que eu estou mais escutando enquanto a chuva cai lá fora. Elas são calminhas e dão uma sensação muito boa.

1. Marcelo Camelo – Santa Chuva 

Música clichê número 1 pra escutar enquanto chove. Não tem como escapar.

“Vai chover de novo,
deu na tv que o povo já se cansou de tanto o céu desabar”.

2. Maria Gadú – Quando fui chuva

Música clichê número 2 para escutar enquanto chove. Muito bom.

“Minha dança, os meus traços de chuva (…)

E assim no teu corpo eu fui chuva
Jeito bom de se encontrar
E assim no teu gosto eu fui chuva
Jeito bom de se deixar viver”

3. A Banda Mais Bonita da Cidade – Se Eu Corro

Essa música eu acho que ela combina com qualquer clima, tanto pra ouvir na praia e principalmente na chuva. Ela começa bem calminha e depois fica super animada. Dá vontade de sair dançando.

“Eu quero guardar teu beijo
Na concha das mãos (…)

Se eu corro
Eu corro demais so pra te ver meu bem
É que eu quero um socorro
Se eu corro”.

4. Novos Baianos – Mistério do Planeta 

Novos Baianos, principalmente o álbum “Acabou Chorare” de 1972, é a minha trilha sonora oficial da chuva. As músicas deles combinam também com qualquer clima, mas é tão gostoso de ouvir enquanto chove.

“Vou mostrando como sou
E vou sendo como posso,
Jogando meu corpo no mundo,
Andando por todos os cantos
E pela lei natural dos encontros
Eu deixo e recebo um tanto
E passo aos olhos nus
Ou vestidos de lunetas,
Passado, presente,
Participo sendo o mistério do planeta”

5. Tiago Iorc – Till I’m Old and Gray 

Quando se trata de Tiago Iorc eu tenho que me controlar pra não colocar a discografia inteira. Mas essa em especial é a cara do clima bem friozinho, pra se ficar debaixo das cobertas curtindo aquele som.

BÔNUS TRACK: Tiago Iorc – Story of a Man

Essa música lindíssima tem das versões de clipes diferentes para a mesma canção. Uma mostrando imagens da infância do Tiago e a outra com ele cantando e tocando em um barquinho, no tempo nublado. Essa não tem nem como colocar apenas um trecho da música, porque a letra inteira é maravilhosa e tem um significado muito forte pra mim. Deem uma olhada depois.

Clipe original:

Versão acústica no barco:

Gostaram das indicações? Um dia faço mais uma playlist assim como essa, com mais músicas maravilhosas pra vocês ouvirem.

Um beijo e até o próximo post! (:

 

 

 

 

 

 

 

5 livros para ler nas férias

Férias, que tempo bom. Alguns viajam, outros descansam em casa assistindo vídeo no youtube e séries no netflix ou em outras plataformas (olá, eu) e também tem um monte de gente que vai pra praia e quer ler um bom livro, mas não sabe qual. Se você é uma dessas pessoas, aqui vão algumas dicas pra curtir esse verão na companhia de boas leituras, sejam elas na praia ou em casa mesmo.

1. Fazendo Meu Filme – Paula Pimenta

bannerblog

Não seria eu se não colocasse a Paula Pimenta em alguma categoria de indicação de livros. Ela é especialista em leituras fluidas, que te prendem na história de uma forma que você nem vê o tempo passar. Um exemplo é a série Fazendo Meu Filme (indicada em qualquer época da sua vida, por isso coloquei a imagem de todos os livros) sua estreia no mundo das séries literárias. Já fiz a resenha de todos aqui no blog. Se quiserem saber um pouco mais sobre eles, é só procurar o título na barra de busca aqui do blog.

Vou falar bem resumidamente do primeiro livro, que para mim é a cara das férias e do verão. “Fazendo Meu Filme 1 – A Estreia de Fani” conta da história de Estefânia, uma adolescente de 16 anos que tem que lidar com a possível ida para um intercâmbio, a recuperação em matemática para chegar nas tão sonhadas férias e junto com tudo isso, ainda tem que lidar com a descoberta de um amor, que não estava tão longe dela assim…

2. Perdida – Carina Rissi 

baixar-livro-perdida-carina-rissi-em-pdf-epub-e-mobi

Se as suas férias não estão animadas assim, pode ter certeza que as confusões de Sofia vão colocar o seu astral lá no alto. O primeiro livro da autora brasileira Carina Rissi, conta a história de Sofia Alonzo, uma típica mulher do século XXI, viciada no seu celular e que não acredita no amor do mesmo jeito que sua melhor amiga.

Uma certa noite, Sofia bebeu todas e deixou seu celular cair no vaso sanitário. E agora? Logo no dia seguinte ela providencia outro, mas o negócio parece ser meio esquisito até que Sofia aperta o botão para ligar o celular e uma luz se acende, fazendo tudo sumir e a levando para 1884. A partir daí é só confusão, muitas risadas e um romance lindo pela frente.

3. No Mundo da Luna – Carina Rissi

10644172_857360430982599_949025389225762503_o

Olha só outro livro da Carina Rissi aqui na lista das férias. Sinal de que o negócio é bom. No Mundo da Luna, lançamento mais recente da autora, gira em torno da vida caótica de Luna. O namorado a traiu com a vizinha, o seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e o seu chefe vive trocando seu nome. Recém formada em jornalismo, Luna fica animada inicialmente em trabalhar em um grande veículo de notícias, mas as coisas não são bem assim. O emprego que conseguiu é o de recepcionista da revista.

Com problemas na redação, o quadro de jornalistas diminui drasticamente, até que é ofertado a Luna uma chance para sair da cadeira de recepcionista e escrever… mas para a coluna de horóscopo. Nada do que ela imaginava. Já deu pra ver que vem muita confusão por aí, não é mesmo? Em tempos de signos, nada melhor do que curtir essa leitura pra lá de divertida nessas férias.

4. Azar o Seu

Azar-o-Seu-

Mais um livro de uma autora brasileira e resenha mais recente do blog. A Ana Beatriz, protagonista do livro, tem uma vida fracassada. Desempregada, morando na casa do pai e trabalhando na floricultura da família, Bia se mete em uma confusão no meio de uma tiroteio no Rio de Janeiro, quando estava a caminho de Juiz de Fora. No meio disso acaba confessando seu eterno amor por Gustavo Vitorazzi, irmão da sua melhor amiga de infância, para o cara do carro a lado, sem saber que ele é o próprio Guga.

5. A Música Que Mudou Minha Vida – Robin Benway

7468892766_257d18f937_z

Créditos da foto: Melina Souza.

A Música Que Mudou Minha Vida narra a história da vida de Audrey, uma adolescente normal como qualquer outra: ama música, shows, tem uma melhor amiga incrível e vive recortando imagens dos seus ídolos das revistas e colando tudo na sua parede, mas tudo isso tem um porém: Audrey namora um vocalista. E é aí que tem sua vida completamente mudada, pois quando resolveu acabar com o namoro, Evan fez uma música sobre ela, e a música acaba fazendo muito sucesso. Muito mesmo. Julgada por muitos, e perseguida por vários jornalistas, Audrey conta através desse livro a sua versão da história.

Espero que tenham gostado das dicas de leitura. Vocês já leram ou querem ler algum desses citados? Me conta aqui nos comentários.

Obs: Apenas Fazendo Meu Filme, Azar o Seu e A Música que Mudou Minha Vida tem resenha aqui no blog. Clicando no nome de cada um deles você é direcionado para as resenhas. Mas isso irá mudar porque (SPOILER) vou fazer resenha dos outros em breve.

Um beijo e até o próximo post! (:

 

 

 

 

 

 

Peça da Vez: Flatforms

Já faz um certo tempo que tenho visto essa tendência, que começou lá pela gringa, ganhar cada vez mais destaque. Principalmente os que tem o salto tratorado. Esse tipo de sapato não é lá muito comercial, não é todo mundo que gosta, mas who cares? Eu tô curtindo bastante.

navy-floral

As flatforms são modelos de sapatos com uma plataforma, porém reta. As plataformas que conhecemos hoje apareceram pela primeiraa vez nas passarelas da Prada, em 2011 e foram ganhando força desde então. Os looks mais básicos do universo ficam com a cara completamente diferente com esses sapatos, justamente por não ser óbvio. Venham conferir as inspirações:

article-2677009-1F4F24FD00000578-816_634x388

As flatforms também lembram, de certo modo, o okobo, sapatos usados nas tradicionais vestes japonesas.

creeper-chanel-2

Olha esse, que lindo!

Flatforms

sandalia-flatform-chunky-black-white-style-8942

Adorei esse com cara de anos 70.

fl3

Flatforms-4

flatform-sandalia-plataforma2

Olha aí a atriz Kate Bosworth aderindo a tendência. As sandálias de tiras, além de serem as mais simples de combinar, ainda alongam a silhueta. Fica a dica.

floral-jacket-forever21-flatforms-7

Essa com a plataforma mais baixinha.

flatform8

Sapato fechado com a plataforma levemente tratorada.

12142368_522017097964688_1063800098_n

DSC_5035

As sandálias usadas com a saia mídi, outra tendência forte.

plataformas3-682x1024

Total monocromático.

look-1

look-com-flatform

look-com-flatform-2

Pra quem está querendo comprar, olha só esses da Melissa, que lindos. Sou louca em todos, inclusive quero um de cada cor. E tem vários outros modelos com a famosa plataforma reta.

MAR E HOTNESS MELISSA

Espero que eu tenha ajudado, mostrando todas essas fotos, pra quem estava buscando inspirações para usar com esse sapato pra lá de ousado.

sandalia-flatform-voce-vai-querer-ter-uma-phalbm24552100_w660

E vocês, o que acharam dessa peça da vez? Usando uma expressão americana para decidir esse impasse: Hot or Not?

Um beijo e até o próximo post! (:

 

 

 

 

 

Resenha: Azar o Seu – Carol Sabar

Bia está parada num engarrafamento no Rio de Janeiro, pensando em sua vida azarada. Sem emprego, atolada em dívidas, ela não imagina que está prestes a viver a grande coincidência da sua vida. O motorista do carro ao lado está buzinando, tentando se comunicar com ela, como se fosse um velho conhecido… E ele é! Mas Bia não o reconhece. E como poderia? Ele é um homem, não mais o garoto de dez anos atrás. Está mais encorpado, cortou o cabelo, livrou-se do aparelho nos dentes e das espinhas do rosto, está tão diferente, tão lindo… O motorista sai do carro, mas não tem tempo de se explicar, pois começa um violento tiroteio e eles têm que se jogar lado a lado no asfalto.

Certa de que está prestes a morrer, Bia entra em desespero e se prepara para dizer suas últimas palavras, na esperança de que o suposto desconhecido deitado ao seu lado possa levar um recado a Guga, seu amor da adolescência, sem perceber que é ele próprio que está ali, ouvindo a inesperada declaração de amor! Os dois escapam juntos do tiroteio e, a partir daí, começam a se envolver, dia após dia… Guga, sem coragem de assumir sua verdadeira identidade. Bia, fascinada por ele e feliz consigo mesma por finalmente estar se apaixonando por alguém que não é Guga…

“Azar o seu!” vai além de uma comédia romântica. É uma reflexão sobre a importância da amizade verdadeira, do perdão e do autoconhecimento, que nos resgata o poder de decidir sem medo e de reverter escolhas que nos impedem de ser feliz. 

NÃO CONTÉM SPOILER

Azar-o-Seu-

“A Vida Real da Bia”, como diz a própria protagonista Ana Beatriz Guimarães, é um total fracasso. O segundo livro (até o momento ainda não li o primeiro livro) da autora brasileira Carol Sabar é cheio de coincidências, acasos do destino e muito bom humor.

A Bia é uma total fracassada. Desempregada, tipicamente azarada, endividada, encalhada, carente e apaixonada há dez anos pelo garoto que deu o primeiro beijo da sua vida. Ela já começa a história fazendo uma grande besteira: dá uns amassos no seu primo no meio do cemitério, em pleno velório.  Desde aí é uma besteira atrás da outra.

Dica da “Vida Real da Bia”: “Nunca dê uns amassos no seu primo. Nunca. Never. Jamé”.

Quando está voltando para Juiz de Fora, cidade em que mora com o seu pai e trabalha na floricultura da família, Bia tem que atravessar o Rio de Janeiro, onde antes morava sozinha e tinha conquistado independência… Até que foi acusada de abuso sexual na firma em que trabalhava e acabou sendo demitida por justa causa.

Enquanto segue caminho na Kombi da floricultura, Bia fica presa no engarrafamento da Linha Vermelha no Rio de Janeiro. Como se já não bastasse ficar presa no trânsito, ela ainda acaba perdendo a última garrafa de água do estoque do vendedor para o carinha do carro ao lado que acabou comprando antes dela. Mas ei, até que ele é bonito. Muito bonito… E é aí que começa um tiroteio e ela fica presa no meio da confusão.

Os dois saem do carro e ficam deitados no asfalto tentando se proteger, e Bia, pensando que vai morrer mesmo, começa a confessar tudo o que sente para o cara do carro ao lado, pensando que ele é um Amparador Espiritual, que veio lhe ajudar a fazer a travessia para o outro lado, sem saber que ele na verdade é Gustavo Vitorazzi, o irmão de sua melhor amiga de infância, o menino em que ela deu seu primeiro beijo, aquele com gosto de céu e que ela sempre foi apaixonada por ele. Até quando ele foi embora de vez para Londres para estudar música na faculdade e acabou estragando tudo.

“Céu. Céu. Céu. Era o gosto da boca de Guga. Um céu particular, como o que se vê da janela de casa; aconchegante, como o de uma noite de verão sem nuvens. Um céu explodindo em fogos de artifício, estrelas cadentes, cometas cintilantes e planetas girando sem parar”.

Bia, depois que o tiroteio passa e percebe que continua viva, ainda não reconhece Guga. Como também estava indo para Juiz de Fora, Guga pega um carona com ela, já que seu carro ficou acabado graças ao tiroteio. Depois desse dia, “O Cara”, como ela mesma decidiu chamá-lo já que ele se recusa a dizer seu nome (claro), sempre aparece no seu caminho e nos lugares certos.  Bia segue sua vida, acaba se aproximando mais e mais do “Cara”,  sempre arranjando confusão e mantendo o bom humor. E ela está cada vez mais perto de descobrir a verdade.

Será que Bia conseguirá perdoar Guga? Será que o amor que sente é ainda mais forte depois de dez anos sem nenhuma notícia dele sequer?

A personagem é completamente avoada, brava, orgulhosa e mais engraçada que existe. Você vai querer entrar na história e dar uns tapas nela, sacudi-la até ela perceber o óbvio. Cada personagem também tem o seu momento: o pai dela, a Luciana, a Raíssa, o Guga… Ai o Guga. Te desafio a não se apaixonar por ele. Afinal, quem resiste a um músico?

Você vai terminar essa leitura com uma dor na barriga e no rosto de tanto rir. E logo depois vai ter vontade de reler cada página. Escrever essa resenha me deu vontade de ler tudo de novo. E agora.

Deixo vocês com a música que abre o primeiro capítulo, e que tem total a ver com a história, e também com a música que Guga sempre tocou para dedilhar seu violão. E que Bia nunca esqueceu. Duvido que vocês escutem essas duas músicas e não se lembrem dessa história maravilhosa.

“E quando eu te encontrar, meu grande amor, me reconheça”. 

“Quando me viu ali parada, começou a dedilhar. Não precisei de dois segundos para reconhecer a música. Trac trac, do Paralamas”. 

O que ele dissera: “É só um lance da música. Ou o que ela faz comigo.” nunca fizera tanto sentido sentido para mim. 

Pontuação final: 

1/5 estrelas = Ruim

2/5 = Mais ou menos

3/5 = Bom

4/5 = Muito Bom

5/5 = Excelente! ❤

 

 

 

She’s got the style: Elle Fanning

Pra recomeçar a sessão das estilosas do novo blog, com vocês: Elle Fanning.

elle_fanning

Irmã mais nova da também atriz Dakota Fanning, Elle fez participações em séries, alguns filmes e se destacou bastante ao lado de Angelina Jolie, em Malévola. Já conquistou vários prêmios e promete ser uma grande estrela. Mas vamos falar do estilo descontraído, misturado com street style e meio retrô dessa menina de 17 anos.

collage4

Elle usa pesas super usáveis que qualquer uma de nós poderia levar como inspiração. Ela também sempre dá um jeitinho de trazer algum elemento retrô nas roupas que usa, como por exemplo esse blazer da primeira e última foto, bem puxado para a alfaiataria, um sapatinho mais clássico ou uma bolsa estruturada.

collage9

Elle também usa peças que estão em alta de um jeito novo. Um cropped com um sapatinho diferente, um vestido simples com uma estampa de animal print ficou com uma cara jovem e mais descolada com esse sapato alto e redondo, estilo boneca. E um look preto e branco ficou com outra cara com essa blusa estampada e coturno/botinhas.

collage8

Um look nunca fica simplesmente básico com ela. Elle sempre dá um jeitinho de colocar uma saia floral, um sapato mais boho e até um gorro colorido, coisa que muita gente não arrisca e só fica no preto. E olha como faz diferença uma boa calça skinny, meio destruída e uma blusinha branca colocada um pouco pra dentro.

collage10

Olha que diferente ela usando um vestido, daqueles que parecem um blusão, com a estampa da própria personagem que interpretou em Malévola, a Princesa Aurora, mais conhecida como Bela Adormecida. Adorei a combinação que ela usou junto com a saia longa:t-shirt de banda e óculos colorido. Aliás, óculos redondo é uma coisa que ela adora e se joga mesmo. Sapatos que lembram oxford e creepers também.

collage7

Estampas e mais estampas, das mais comuns até as combinações mais arriscadas, como esse conjuntinho.

Nas premiações ela acerta em cheio e fica cada vez mais linda. Por mais simples que o vestido pareça, ela faz ficar de um jeito diferente, usando os sapatos e os acessórios certos. Cada vestido um mais lindo que o outro. Os meus preferidos são: esse rosa da segunda montagem, que lembra um pouco embalagem de bombom, o azul totalmente princesa e o rosa floral, bem anos 50.

collage1

Olha que linda que ela ficou morena. E dá pra perceber que ela adora um scarpin, né?

collage2

collage3

A maquiagem é bem simples: pele bem feita e rosada, bem iluminada e que, em algumas ocasiões, leva um delineado gatinho. O cabelo ela varia desde o mais simples, solto ou com um coque, até esse com uma trança holandesa. O que importa é que Elle Fanning usa as tendências, mas sem ser escrava da moda.

collage

Gostaram do estilo da Elle? Espero que sim.

Um beijo e até o próximo post! (: